Professor Mário Abel lança livro interativo: Minhas Memórias Afetivas - Unisul

Notícias do Programa

Saiba tudo o que acontece no PPGCL

Professor Mário Abel lança livro interativo: Minhas Memórias Afetivas

O professor, pesquisador e escritor Mário Abel Bressan acaba de finalizar seu segundo livro intitulado Minhas Memórias Afetivas – dê de presente para alguém ou guarde-as para si”. A obra tem como propósito levar o leitor a um mundo desconhecido, onde ele se tornará coautor da sua própria narrativa. O pré-lançamento está marcado para quarta-feira, dia 7 de abril, às 19 horas, em uma live no perfil do Instagram do autor: @marioabelbressan.

Com cerca de 70 páginas totalmente interativas, a obra fará com que o leitor arregace as mangas, pegue uma caneta e comece a contar a própria história por meio de suas memórias afetivas. “Eu desejo que as pessoas produzam, curtam o resultado e vivam o momento, mas acima de tudo, que se sintam bem com tudo isso, porque foi o que eu senti quando o vi finalizado. O valor que este material gera é único, significativo e personalizado”, descreve Mario.

De acordo com o autor, a proposta vai além de ser uma obra que permite ao leitor escrever memórias, contar segredos, vivenciar momentos históricos, pois também pode ser entregue como um presente. “Após completar suas páginas, quem as preencheu poderá presentear outro alguém com suas memórias favoritas ou guardá-las para si, para o seu eu do futuro” ressalta o autor.

Em sua primeira obra “Memórias Teleafetivas”, o professor Mario buscou demonstrar a visão do telespectador e, através da evocação das memórias, descobriu um nicho ainda pouco relatado, o da memória afetiva. De acordo, com o autor este é um projeto que teve começo e não terá fim. “A memória afetiva é algo que todos nós temos e sempre teremos, elas formam a nossa história, muitas vezes são a base de nosso conceitos de trabalho, relacionamento e amor. Por isso esse assunto é tão fascinante”, explica o autor.

Desde que começou a pesquisar este tema, o professor Mário traz esse conhecimento para a sala de aula. “Eu costumo usar memórias afetivas dos meus alunos do curso de Publicidade e Propaganda e também no PPGCL – Programa de Pós Graduação em Ciências da Linguagem, ambos na Unisul, e envolver estas histórias com o conteúdo apresentado. Desta forma, consigo trazê-los de forma mais humanizada e afetiva para a sala de aula, presencial ou remota. Todos nós gostamos de histórias, com os estudantes não é diferente e quando há uma relação com alguma memória então… isso é incrível. O aprendizado fica mais significativo para eles”.

UnisulHoje

Loading...