Discussão científica e intercâmbio acadêmico marcam 2º Seminário Imaginário e Memória - Unisul
  • PPGCL

  • Notícias PPGCL

  • Discussão científica e intercâmbio acadêmico marcam 2º Seminário Imaginário e Memória

Notícias do Programa

Saiba tudo o que acontece no PPGCL

Discussão científica e intercâmbio acadêmico marcam 2º Seminário Imaginário e Memória

Ao reunir virtualmente mais de 470 pesquisadores e estudantes nacionais e internacionais, evento se projeta como um dos principais encontros do tema e valida sucesso para a próxima edição. Palestra de encerramento surpreendeu os participantes com uma rigorosa análise simbólica do feminino.

O 2º Seminário Internacional Imaginário e Memória encerrou-se na noite desta sexta-feira (30) após quatro dias de intensa discussão científica. Organizado pelos grupos de pesquisa “Imaginário e Cotidiano e Memória” e “Afeto e Redes Convergentes do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Unisul, contou com a presença de mais de 470 acadêmicos.

A professora Heloisa Juncklaus Preis Moraes, coordenadora geral do evento, celebrou a conclusão das atividades, que foram marcadas pela multiculturalidade. “O Seminário, na modalidade on-line, foi um espaço ampliado de discussões de Imaginário e Memória. Pesquisadores de todas as regiões do Brasil e alguns do exterior estiveram conosco compartilhando seus relatos e enriquecendo essa rede. Os mais variados sotaques foram ouvidos nas salas dos GTs, na apresentação de mais de 80 trabalhos aprovados. Além disso, pesquisadores convidados de grupos de pesquisa referências na área fizeram ainda mais o sucesso desse momento. Agradecemos a todos de participaram e colaboraram para a realização do nosso Seminário”.

A conclusão celebra o sucesso da edição e projeta o encontro como referência no campo dos estudos do imaginário e da memória. O professor Mário Abel Bressan Júnior, organizador, registra como o ambiente foi produtivo. “Estou com um sentimento de felicidade e realização com o nosso segundo Seminário Imaginário e Memória. Foram tantas discussões, tanta gente de vários cantos do país e fora dele, que nos enche de orgulho. Além disso, a cada palestra, mesa redonda e grupo de trabalho, novos conhecimentos foram se constituindo o que reforça a importância do nosso evento”, celebra.

Palestra de encerramento analisa o filme “El laberinto del fauno”

A palestra de encerramento teve como tema “O Sagrado Feminino, A Jornada da Heroína e As Diversas Mitologias Presentes na Obra Fílmica El Laberinto del Fauno”, ministrada pela professora Yls Rabelo Câmara. Em uma apresentação rica de detalhes de interpretação simbólica, a pesquisadora iniciou destacando as diferenças entre a jornada do herói e a jornada da heroína.

“A jornada da heroína em muito se aproxima, mas também, em muito se afasta da jornada do herói. A jornada da heroína é a mudança interior. O sagrado feminino é a ressignificação da essência feminina”, explica.

O filme foi profundamente analisado, destacando as relações entre os símbolos apresentados nas imagens cinematográficas e a produção simbólica humana, e evidenciando as raízes ancestrais e os significados transcendentes.

“Em tempos sombrios a magia dos contos de fadas pode ser a única salvação”. Com rico repertório mítico e rigor analítico, Yls encantou os presentes ao conectar variadas culturas e tradições, manteve a audiência em mais de 90 pessoas simultaneamente, fechando o evento sob elogios e pedidos de disponibilização do conteúdo para posteriores estudos.

Sobre a palestrante

A brasileiro-espanhola Yls Rabelo Câmara é doutora e mestra em Filologia Inglesa (Letras – Língua Inglesa) pela Universidad de Santiago de Compostela, na Espanha, e tem estágio pós-doutoral em Educação pela UECE. Licenciada em Letras Português-Inglês pela UECE, em Letras Espanhol, Pedagogia e História pelo Centro Educacional Estácio do Ceará, é também especialista em Ensino de Espanhol Língua Estrangeira pela UNIATENEU e Ensino de Línguas Estrangeiras – Inglês pela UECE.

Professora de idiomas há 32 anos e uma das docentes do Curso de Letras Inglês da UECE no campus de Quixadá (FECLESC), Yls se dedica à investigação e publicação acadêmica de trabalhos sobre os costumes, as literaturas, as mitologias e os folclores dos povos de fala portuguesa, inglesa e espanhola. Além disso, é a idealizadora e líder do Grupo de Estudos “Filhas de Avalon”, que conta com 280 participantes em sete países (Brasil, Espanha, França, Portugal, Holanda, País de Gales e Egito) e que se debruça sobre a Literatura Produzida por Mulheres.

Release: Emanuelle Querino Alves de Aviz.

PPGCL

Loading...