Pesquisa analisa diferentes versões de “A Bela Adomecida” - Unisul

Notícias do Programa

Saiba tudo o que acontece no PPGCL

Pesquisa analisa diferentes versões de “A Bela Adomecida”

A estudante Gabrielly José de Oliveira defendeu na tarde desta sexta (30) a dissertação “A Bela Adormecida: narrativa e estética das diferentes versões na literatura, no cinema e nos quadrinhos”. A pesquisa foi orientada pelo professor Alexandre Linck Vargas.

Neste estudo, Gabrielly procurou ir além de aspectos comuns sobre os contos de fada, contribuindo com os estudos de tradução e adaptação a partir da investigação do gênero. Para isso, a estudante analisou cinco versões da história de “A Bela Adormecida”: “Sole, Luna e Tália”, de Giambattista Basile; “La Belle au bois dormant”, de Charles Perrault; “Dornröschen”, de Jacob e Wilhelm Grimm; “Sleeping Beauty” (1959), a animação da Walt Disney; e “Adormecida: cem anos para sempre”, de Paula Mastroberti.

“Eu procurei identificar quais são as principais mudanças narrativas de ‘A Bela Adormecida’ em diferentes épocas e em diferentes mídias, levando em conta o contexto cultural de cada obra”, diz Gabrielly.

A estudante conclui que, ao longo do tempo, a história distanciou-se da literatura infantil e voltou-se anacronicamente às suas origens, tanto em traços estéticos quanto em traços narrativos.

A pesquisa de Gabrielly foi aprovada com distinção por banca formada pelos professores Celbi Vagner Melo Pegoraro (USP) e Karin Volobuef (UNESP). A banca contou com a suplência da professora Chirley Domingues (Unisul).

Agenda de defesas prossegue na tarde desta terça (3), quando a estudante Nadiége do Socorro Anselmo Nobre Melo defende a dissertação “As regularidades do corpo gordo feminino em postagens do Instagram”.

PPGCL

Loading...