Apoio ao Pesquisador | Biblioteca | Universidade do Sul de SC - Cursos Presenciais e EaD

Apoio ao Pesquisador

Publicação científica: caminhos, escolhas e planejamento

A Biblioteca da Unisul disponibiliza a você apoio para produção acadêmica e científica nas suas pesquisas.

No meio acadêmico-científico, o registro das novas ideias, descobertas e conhecimentos noticia o avanço da ciência. A partir do século XVII, os periódicos científicos tornaram-se o principal canal de comunicação científica. Hoje, por meio da tecnologia, é possível publicar em meio eletrônico, em revistas de acesso aberto, livres de barreiras de acesso à informação.

Diante desse contexto, questiona-se: quais os periódicos científicos mais adequados à temática abordada, público-alvo e indicadores de desempenho? Como realizar um plano de publicação e disseminação da sua pesquisa?

Para auxiliar nessa árdua tarefa, estabelecemos as seguintes recomendações a você, pesquisador:

Identificar os títulos de periódicos/revistas+

Sugere-se a pesquisa de periódicos nos links abaixo listados:

  • DOAJ: listagem de periódicos disponíveis em acesso aberto.
  • Portal de Periódicos da Capes: biblioteca virtual que reúne e disponibiliza o melhor da produção científica internacional às instituições de ensino e pesquisa no Brasil.
  • Scielo: listagem de periódicos científicos do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Cuba, Portugal, Venezuela e Espanha, com acesso a artigos em texto completo.
  • Livre: listagem de periódicos eletrônicos, publicados em todas as áreas do conhecimento humano, em acesso livre na Internet.

Diretório automático para a seleção de periódicos:

  • Elsevier Journal Finder: é possível realizar pesquisa por título, resumo e/ou palavras-chave. O resultado compila uma listagem de periódicos da Elsevir que melhor correspondem ao tema do seu artigo.

Após a identificação do periódico, verificar:

  • A regularidade da sua periodicidade;
  • O corpo editorial da revista e o sistema de revisão por pares;
  • As bases de dados em que o periódico está indexado;
  • O tempo médio para avaliação e retorno da sua submissão (fluxo editorial);
  • A disponibilidade de recursos financeiros para publicação;
  • A avaliação do periódico (Fator de impacto e/ou Qualis)
  • As orientações de periódicos para publicação em acesso aberto:
  • Os periódicos em acesso aberto e/ou que permitam o autodepósito imediato dos artigos em Repositórios Institucionais maximizam a visibilidade de sua pesquisa. Para saber se o periódico permite o depósito em repositórios institucionais e/ou redes de cooperação, consulte o tipo de licença em:

Elaborar uma planilha com as seguintes informações:

  • Título
  • ISSN
  • País
  • Volume por ano
  • Fator de Impacto (JCR, Scimago, Índice H5)
  • Qualis
  • Tipo de acesso (aberto ou fechado)
  • Tempo de submissão
  • Bases indexadas
  • Custo para submissão
  • Número de artigos recuperados a partir do tema de estudo.

Essa planilha poderá auxiliá-lo a montar um plano de publicação a curto e médio prazo. Lembre que a escolha do periódico a que você irá submeter seu artigo, deve anteceder o manuscrito, pois, assim, você poderá direcionar a escrita do seu documento de acordo com as normativas, áreas de concentração, estilos de redação e orientações do periódico.

Acesse a planilha e inicie o seu planejamento!
 

Identificador do pesquisador/autor+

O Orcid (Open Researcher and Contributor IDentifier ou Identificação Aberta de Pesquisa e Colaboradores) é um identificador digital (ID) permanente que distingue um pesquisador de outro pesquisador. Possui uma URL consistente e personaliza o nome do autor/pesquisador. Foi lançado em 2012 e tem como objetivo a desambiguidade de nomes e interoperabilidade dos sistemas.  

Possui um conjunto de 16 dígitos divididos de 4 em 4 separados por hífen, precedido pelo endereço https://orcid.org. Esse registro é gratuito para o pesquisador. Quem se registra no Orcid conta com um espaço para inserir sua produção acadêmica profissional, possibilitando criar um currículo internacional, facilitando o registro e disseminação das suas produções.

Currículum Lattes+

Currículum Lattes é um banco de dados de currículos que compõe a Plataforma Lattes em um ambiente online criado em 2009. Mantido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), que integra em um único sistema de informação as bases de dados de currículos, de grupos de pesquisa e de instituições.

O objetivo do Currículum Lattes é a organização e padronização dos currículos dos estudantes, professores e pesquisadores do Brasil, sendo que, a partir de uma única plataforma on-line, você pode pesquisar as informações dos pesquisadores.

Mantenha seu currículo atualizado!

Gerenciadores de Referências e Citações+

A qualidade da escrita científica e acadêmica requer dos pesquisadores organização eficaz dos registros das fontes pesquisadas. Há vários softwares que fazem o gerenciamento das referências e citações integrados com editores de texto. Dentre os softwares gerenciadores destacam-se: Mendeley, Zotero e EndNote.

Mendeley

É um software gratuito de gerenciamento de referências que permite formatação de acordo com a normalização (que você escolhe), organização, armazenamento e compartilhamento de informações.
Além de gerenciar as referências, o Mendeley oferece outros recursos tais como: elaboração de citação e referências em diversos padrões, participação em rede social acadêmica, acesso a oportunidades de emprego, criação de sua biblioteca digital disponível em rede e consulta no banco de dados do próprio Mendeley.
O Mendeley pode ser acessado na própria plataforma disponível na internet, ou via software previamente baixado no computador.

Zotero

É uma ferramenta digital gratuita de gerenciamento de referências de documentos que permite a coleta, organização, armazenamento e compartilhamento de informações bibliográficas.

Os recursos do Zotero incluem integração com os navegadores da internet (Mozilla Firefox, Google Chrome e Safari) e com programas de processamento de texto (Microsoft Word, LibreOffice, OpenOffice.org Writer e NeoOffice) que o ajudam a citar facilmente suas fontes, à medida que você escreve. Também permitem sincronização online dos dados e geração de bibliografias em vários estilos, como por exemplo, os representados pelas normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

O Zotero pode ser acessado na própria plataforma disponível na internet, ou via software previamente baixado no computador.

Endnote

É um software gerenciador de referências que auxilia os usuários na elaboração de documentos quanto à inserção de citações e referências.

O EndNote disponibiliza 2 versões:

  • livre, que é a versão on-line com funcionalidades básicas; e,
  • versão licenciada, cuja chave de acesso o usuário pode adquirir.

O software permite recuperar e armazenar referências das bases de dados e inserir automaticamente as citações e referências em seu trabalho acadêmico.

O EndNote possui algumas facilidades:

  • importação das referências diretamente das bases de dados;
  • busca em base de dados por meio da interface do EndNote;
  • geração de bibliografias de acordo com estilos de normalização de referências.

O EndNote permite a criação e compartilhamento dos grupos com outros usuários cadastrados.

Plágio+

Plágio é uma violação dos direitos autorais, considerado como crime, predito no artigo 184 do Código Penal, o qual descreve os níveis de punições de acordo com a extensão e a forma como foi violado o direito do autor.

A saber: "Plágio é a “ação de apresentar alguma coisa (trabalho, livro, teoria etc.) como se esta fosse de sua própria autoria, embora tenha sido criada e/ou desenvolvida por outrem; plagiato” (1). Assim, o ato de plagiar uma obra ou parte dela fere os direitos do autor que a criou por meio do seu esforço intelectual. O “direito autoral é a proteção conferida ao autor sobre suas criações artísticas, literárias, musicais, científicas. [...] É importante evidenciar que a proteção conferida ao autor não é uma ideia em abstrato, mas sim à expressão da ideia” (2).

Portanto, pode-se afirmar que o plágio é uma violação dos direitos autorais, considerado como crime, predito no artigo 184 do Código Penal, o qual descreve os níveis de punições de acordo com a extensão e a forma como foi violado o direito do autor (3).

Plágio acadêmico 

É a conduta do acadêmico em copiar trechos, frases, ideias ou conceitos de outro autor que escreveu em fontes de pesquisa (livros, artigos, sites e outros), sem citá-lo devidamente em seu trabalho acadêmico.

Essa prática compromete o princípio fundamental de confiança que deve existir no processo de propagação e registro de conhecimento gerado em atividades de pesquisa, além de prejudicar a reputação acadêmica do estudante e, por consequência, da instituição de ensino à qual está vinculado (4).

Tipos de plágio no meio acadêmico:

  • Plágio integral: cópia exata do texto original, sem indicar a autoria da fonte de pesquisa;
  • Plágio parcial: reprodução das ideias retiradas de um ou mais textos originais, construindo um agrupamento de frases de diversos autores, mas sem mencionar suas obras;
  • Plágio de fontes: utilização das fontes de um autor consultado (fontes secundárias) como se tivessem sido consultadas em primeira mão;
  • Plágio conceitual: escrever de forma diferente (parafrasear) a ideia de um autor sem atribuir os devidos créditos a ele. Cabe ressaltar que a paráfrase “é caracterizada como sendo uma reafirmação de um tema já trabalhado por outro autor. Embora sejam usadas diferentes palavras, estruturas e estilos, as ideias transmitidas no texto original são conservadas[...]” (5) e sempre está composta pelos devidos créditos das obras consultadas;
  • Autoplágio: reutilização de um trabalho de própria autoria (em todo ou em parte) para uma nova produção intelectual (como se fosse original).

Evite o plágio

Em regra geral, para evitar o Plágio, o estudante deve indicar a autoria da fonte de pesquisa citada em seus estudos.

“Não há qualquer impedimento em utilizar-se da ideia de outro para fundamentar o seu texto. O que não pode ser feito é a omissão da fonte da qual a informação foi retirada ou a partir da qual sua ideia foi baseada”. (4)

Portanto, o uso das citações e referências das fontes de pesquisa na produção acadêmica é extremamente importante. Sem esta prática, o texto produzido apresentará apropriação inadequada de conteúdo, logo configura plágio.

Veja como utilizar corretamente as citações e referências em seu trabalho acadêmico:

Qualis+

É um sistema de qualificação/avaliação de periódicos nacionais e internacionais mantido pela Capes “para estratificação da qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação” (6).

Anualmente a Capes divulga a classificação dos periódicos que representam a produção cientifica (intelectual) dos programas de pós-graduação em todas as áreas do conhecimento. Essa classificação, intitulada Qualis, tem como finalidade avaliar os programas de mestrado e doutorado no Brasil.

"A classificação de periódicos é realizada pelas áreas de avaliação e passa por processo anual de atualização. Esses veículos são enquadrados em estratos indicativos da qualidade, de A1 a C, sendo A1 o estrato mais elevado.” (7)

Métricas na Pesquisa+

Indicadores e métricas

Com o aumento da produção científica, fazem-se necessários métricas e indicadores capazes de avaliar a qualidade e desempenho da produção científica, pesquisadores, grupo de pesquisas, instituições entre outros.

Seguem abaixo exemplos de indicadores e métricas:

  • Fator de impacto Journal of Citation Reports (JCR): índice que identifica a relevância de uma publicação periódica por meio das suas citações. O cálculo é feito a partir do número de citações dos artigos dos dois últimos anos dividido pelo total de artigos publicados no mesmo período. O fator de impacto é atribuído a todos os periódicos disponíveis na coleção da base de dados Web of Science.
  • SCImago Journal Rank (SJR): plataforma de acesso livre, que permite a consulta de índices bibliométricos referentes ao prestígio e impacto das publicações periódicas a partir das informações da base de dados Scopus;
  • Índice H5: é um índice bibliométrico desenvolvido pelo Google a partir do Google Scholar. O índice é defino pelo número de artigos publicados e que foram citados pela mesma quantidade de vezes de cada artigo nos últimos 5 anos;
  • Índice H (H index): o índice H é um índice que determina a produtividade do pesquisador por meio do número de publicações em relação ao número de citações. Para as bases de dados comerciais, o seu índice H estará vinculado às suas publicações e respectivas citações.

Fontes de Informação+

A Biblioteca Universitária da Unisul permite o acesso a uma diversidade de materiais recuperados por meio do seu catálogo, Repositório Institucional (Riuni), Portal de Periódicos da Unisul e base de dados. Conheça as fontes disponíveis e amplie seu universo de pesquisa:

  • Catálogo da Biblioteca - Consulta ao acervo
    No catálogo é possível realizar a consulta sobre a disponibilidade dos materiais nas suas respectivas bibliotecas; e, quando for o caso, solicitar materiais por meio do empréstimo entre bibliotecas.
  • Repositório Institucional (Riuni)
    O Riuni é um serviço de informação em ambiente digital, com coleções formadas por documentos textuais, visuais (imagem, vídeo) e sonoros. As coleções estão representadas pelos cursos de graduação, especialização, os programas de mestrado e doutorado, livros da Editora Unisul (E-book), marcas e patentes, objetos digitais de aprendizagem, produção científica cultural e tecnológica e memórias Unisul. As formas de acesso ao documento são definidas pelo autor no ato do depósito: acesso aberto, acesso embargado e/ou acesso restrito.
  • Portal de Periódicos Unisul
    O Portal de Periódicos Unisul reúne em um único espaço as publicações periódicas produzidas pela Universidade. Com periódicos de diversas áreas do conhecimento.
  • Bases de dados conveniadas - Portal de Periódicos Capes
    Portal de Periódicos Capes é uma plataforma de busca que permite a consulta a conteúdos (dados bibliográficos, resumos ou texto-completo) de acesso gratuito e assinado pela Capes. O acesso parcial ao conteúdo assinado do Portal de Periódicos Capes está condicionado às avaliações dos programas de pós-graduação da Unisul junto à Capes. Por meio das bases de dados assinadas disponíveis, é possível ter acesso a inúmeras informações de revistas internacionais.
  • Base de dados de acesso livre 
    Seleção de bases de dados específicas e multidisciplinares de acesso livre, com acesso a conteúdo (dados bibliográficos, resumos ou texto-completo) variado.
  • E-books
    As bases de dados específicas de e-books estão à disposição da comunidade acadêmica por meio de login e senha da MinhaUnisul. Consulte as coleções de e-books disponíveis nas bases de dados Minha Biblioteca e Biblioteca Virtual Universitária.

Referências


1. PLÁGIO. In: DICIO. Dicionário online de português. Disponível em: <https://www.dicio.com.br>. Acesso em: 11 jul. 2018.
 
2. WACHOWICZ, M. Direito autoral. Revista Jurídica Empresarial, v. 5, p. 89-104, 2008.
 
3. INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Coordenação de Educação. Plágio acadêmico: conhecer para combater. Rio de Janeiro: CEDC, 2012.
 
4. INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA. Plágio Acadêmico. 2012. Disponível em: <https://www.insper.edu.br/biblioteca-telles/wp-content/uploads/2015/01/Cartilha-plagio.pdf>. Acesso em: 17 ago. 2018.
 
5. NORMA CULTA. Paródia e paráfrase. Disponível em: <https://www.normaculta.com.br/parodia-e-parafrase/>. Acesso em: 11 set. 2018.
 
6. COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR. Capes. Maio. 2014. Disponível em: < http://www.capes.gov.br/acessoainformacao/perguntas-frequentes/avaliacao-da-pos-graduacao/7422-qualis>. Acesso em: 17 ago. 2018.
 
7. COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR. Capes. Nov. 2017. Disponível em: < http://www.capes.gov.br/acessoainformacao/perguntas-frequentes/avaliacao-da-pos-graduacao/7422-qualis>. Acesso em: 17 ago. 2018.