Memória, afetividade e propaganda - Unisul

Notícias do Programa

Saiba tudo o que acontece no PPGCL

Memória, afetividade e propaganda

Dr. Lucas Pereira Damazio apresentou nesta sexta (18) a palestra “Memória, afetividade e propaganda”. Resultado de sua pesquisa de pós-doutorado, o evento encerrou as atividades letivas de 2020 do PPGCL.

Propagandas podem despertar memórias afetivas? Esse foi a meta da pesquisa de pós-doutorado do professor Lucas Pereira Damazio realizada em 2020 no PPGCL. Orientada pelo professor Dr. Mário Abel Bressan Júnior, a investigação interpelou 150 pessoas de várias idades se propagandas constituíram memórias duradouras a ponto de se constituírem como marcos afetivos em suas vidas.

“Minha pesquisa constatou que tanto quanto as produções televisivas, as propagandas produzem efeitos duradouros nas memórias das pessoas e se enquadram no conceito de teleafetividade desenvolvido por Bressan Junior”, explica Damazio.

Além da pesquisa empírica, Damazio elaborou um experimento cultural em vídeo (ver foto) no qual algumas pessoas falaram sobre memórias de comerciais e um vídeo promocional no qual valoriza-se a pertinência de produção de comerciais afetivamente memoráveis para a consolidação das marcas.

A palestra foi seguida de intensa discussão, reforçando o quanto o tema provoca reações nas pessoas.

A pesquisa integra o Grupo de Pesquisa “Memória, afetos e redes convergentes”. Liderado pelo professor Mário Bressan Júnior, as pesquisas do grupo investigam as relações entre a comunicação, a memória, as mídias e as redes em um ambiente de convergência, diante das (inter)mediações da linguagem e da cultura.

Texto: Fábio José Rauen

Loading...